Como criar um personagem de RPG: 4 passos

10 de Maio de 2018

A pergunta “como criar um personagem” é com certeza um dos assuntos que mais gera debate entre os players de plantão!

Afinal, a criação de personagens vai muito além do sistema de jogo ou dos já conhecidos poderes, gêneros, raças e classes. Ele envolve essência, uma premissa base para guiar todas as escolhas e caminhada no personagem dentro da campanha.

Dessa forma, é possível tornar a aventura mais divertida e interessante para os roleplayers. Vamos combinar, nada é mais cansativo que uma campanha com história maçante e repetitiva

Mas, se você não entendeu nada e caiu de paraquedas aqui, vamos começar do começo com quatro passos de como criar um personagem. Confira:

Ficha do personagem

Talvez uma das principais dicas de como criar um personagem seja o desenvolvimento da ficha de representação. Através dela é possível se aprofundar em diversos aspectos como motivações, conflitos, curiosidades e até mesmo características físicas e poderes, tudo isso até chegar nos reais objetivos que você deseja personificar … Ou seja, a premissa básica do personagem, algo que abordaremos mais adiante.

O objetivo aqui é criar um personagem que funcione no mundo desenvolvido pelo mestre, sem discutir seu nível de profundidade. Afinal, personagens considerados rasos podem funcionar muito bem em partidas rápidas e até mesmo fazer sentido num universo de partidas longas. Não existe um certo ou errado em relação a isso.

Por este motivo o mais indicado analisar o mundo criado pelo mestre, pois se ele dedicou tempo para criar os mais variados detalhes do universo não investir alguns minutos na criação do seu  personagem, não é mesmo?

Então vamos às perguntinhas básicas para você saber como criar seu personagem:

1. Descrição do personagem

Provavelmente você já deve ter percebido isso, mas quando se lê um livro, entre as primeiras páginas é possível encontrar uma breve descrição sobre os personagens, seja ela física, psicológica ou profissional. A partir daí já é possível visualizar as cenas mentalmente.

Dessa forma, a descrição é um dos primeiros passos criar um personagem.

Você pode escrever de forma bem primária, sem muito rebuscamento e ideais. No texto você pode incluir questionamento como:

  • Onde mora
  • Onde nasceu
  • O que faz
  • Qual sua classe
  • Qual sua profissão

Ex: Um elfo, nascido na floresta negra que vive na cidade para defender os interesses do reino.

A descrição acima pode até parecer bem simplista, mas você verá que vai ajudar e muito nas próximas etapas.

2. Identifique as motivações do personagem

Depois de descrever o personagem é preciso extrair suas motivações, ou seja aquilo que move suas ações. Perceba que, de ser certa forma, ela já está presente na descrição.

Ex: Ele busca defender os interesses para torná-lo mais próspero para quando torna-se rei.

Essas motivações podem ser tanto humanas quanto fazer parte do código de conduta da classe do personagem.

3. Planeje os possíveis conflitos

Os conflitos podem ser considerados a base de como criar personagens realmente bons. Neste quesito, vale pensar em barreiras coerentes para que o personagem conquiste seus objetivos. Algo que seja difícil, mas o motive a seguir em frente.

Ex: Para defender os interesses do reino, o elfo precisa ir contra suas próprias convicções, como agir como agente duplo em operações estratégicas e sigilosas.

4.  Descreva curiosidades

A descrição de curiosidades relacionadas a personalidade do personagem são de extrema importância para enriquecer as jogadas e interpretação. Aqui você pode incluir tudo aquilo que for relevante para a construção do personagem, como:

  • Gestos
  • Preferências
  • Manias
  • Gostos pessoais
  • Tipos de arma ou roupas que gosta

Ex: O elfo, enquanto reflete sobre qual decisão tomar, coça a cabeça colocando os longos fios de cabelo atrás das orelhas pontudas. Ele sempre prefere vestimentas leves e de fácil movimentação, detestando as pesadas armaduras dos guerreiros.

Viu, criar um personagem interessante não é um bicho de sete cabeças. Com alguns poucos minutos já conseguimos dar vários indícios sobre o que pode ser a premissa básica do personagem que criamos como exemplo. Neste caso, o objetivo dele dentro do jogo é tornar o reino próspero para quando ascender ao trono poder obter governar na paz.

Agora que você já sabe como criar seu personagem, que tal dar um play na sua aventura? Queremos saber como foi, conte para nós!

 

Regras GURPS

Regras GURPS